Blog Seriös

Três jogos desenvolvidos por neurocientistas para exercitar o cérebro

Todo mundo gosta de tarefas divertidas. Mas que tal mesclar isso com ensino e treino?

Há diversas formas de exercitar a mente; uma delas é por meio de jogos (on-line ou físicos). O jogo é uma proposta lúdica interessante para todas as idades. Afinal, precisamos estar sempre aperfeiçoando habilidades cognitivas, memória e inibição.

Conheça três jogos gratuitos, para IOS ou Android, que foram criados especialmente com esse intuito. Os professores Jan L. Plass, Bruce D. Homer e Richard E. Mayer, de Nova Iorque e da Califórnia, trabalharam juntos para desenvolver entretenimento que aumenta a capacidade do cérebro de desempenhar com mais eficiência as ações do dia a dia.

 

1 – Gwakkamolé

O primeiro jogo foi projetado para treinar o controle inibitório, ou seja, a habilidade de controlar atenção, comportamento, pensamentos e emoções. Esse controle é uma subcapacidade das funções executivas, de extrema importância para autocontrole, atenção seletiva, conter impulsos e adequação do comportamento.

 

2 – CrushStations

É uma diversão que envolve crustáceos ao invés de abacates, e consiste no treinamento da memória operacional. Também chamada de “memória de trabalho”, é responsável por reter e processar temporariamente as informações à medida que realizamos determinadas tarefas. Por exemplo: por meio dela, uma pessoa é capaz de lembrar o nome de alguém que conheceu recentemente ou há certo tempo.

 

3 – All You Can ET

É o terceiro jogo do conjunto lançado pelos três estudiosos. Foi projetado para atuar diretamente na flexibilidade cognitiva, ou seja, aquela que alterna entre pensar sobre dois conceitos diferentes ou entre vários conceitos diferentes. Nesse jogo, os envolvidos fornecem aos alienígenas comida e bebida para ajudá-los a sobreviver. O desafio é que os alienígenas frequentemente mudam de ideia sobre comer ou beber, dependendo de quantos olhos eles têm e da cor de seus corpos.Conforme o jogo aumenta em dificuldade, mudam-se as regras para o que cada alienígena prefere comer ou beber.

Os pesquisadores publicaram oito artigos detalhando a eficácia de seus jogos. Segundo eles, foram encontradas evidências de que duas horas de prática já mostram uma evolução significativa ao usuário em comparação com um grupo que se distrai com outras opções.